history brazil travel tours Martim Afonso de Sousa historia brasil turismo viajes Martim Afonso de Sousa brasilien geschichte reise reisen urlaub Martim Afonso de Sousa

História do Brasil

Martim Afonso de Sousa

martim afonso de sousa
Passeios & Tours / Brasil – 30 anos após da descoberta oficial da Ilha de Vera Cruz por Pedro Álvares Cabral e várias expedições de reconhecimento da nova terra, D. João III enviou uma esquadra, sob o comando do fidalgo Martim Afonso de Sousa (também Souza), à costa do Brasil.

Os objetivos principais dessa expedição armada, foram a expulsão dos franceses do território brasileiro (conforme os termos do Tratado de Tordesilhas), iniciar a colonização da nova colônia e descobrir minas de ouro e prata ou de outros metais preciosos.

Martim Afonso de Sousa partiu de Lisboa em 3 de dezembro de 1530, com cinco navios e cerca de 400 homens, chegando ao Cabo de Santo Agostinho (Pernambuco) em 31 de janeiro de 1531. No seu percurso pela costa brasileira, combateu e apresou navios franceses e desmantelou feitorias de pau-brasil que os franceses tinham estabelecidos. Passaram por Rio de Janeiro, onde ficaram 3 meses (30.04 - 01.08) e onde estabeleceram um posto militar (casa forte).

Partiram do Rio o primeiro de agosto, indo direto a Cananéia, onde chegaram o dia doze. Encontraram um grupo de europeus que já moravam aí faz décadas e que aparentemente tinham conhecimento de uma trilha (Peabiru ?), que ia levar-les a minas de ouro e prata. Martim Afonso de Sousa decidiu de enviar um grupo armado de80 homens, sob o comando de Pero Lobo e guiados por Francisco de Chaves, em direção ao Paraguai. Em 24 de setembro, a outra parte da esquadra partiu de Cananéia, continuando sua rota para o sul.

Chegando no rio Santa Maria (atual Rio da Prata), no começo de novembro, o navio de Martim Afonso de Sousa naufragou. Em 23 de novembro, seu irmão, Pero Lopes de Sousa, partiu com uma nave e 30 homens Rio da Prata acima, retornando após de 20 dias para reunir-se de novo à esquadra. Retornaram todos ao norte, passando de novo por Cananéia (para ver, se tinha notícias da expedição de Pero Lobo) e chegaram na ilha de São Vicente em 22 de janeiro de 1532.

No período pré-colonial, quer dizer entre a descoberta de São Vicente em 22 de janeiro de 1502 (Expedição de Lemos / (Coelho) / Vespúcio) e a chegada de Martim Afonso em 1532, vários exploradores já tinham aportados em São Vicente (ex. Diogo Garcia, no seu caminho para o Rio da Prata, em 15 de janeiro de 1527). Similar a Cananéia, entre outros devido à existência de feitorias de pau - brasil, também já havía europeus que se tinham estabelecidos aí. A pesar disso, Martim Afonso de Sousa consta na história como o fundador oficial da vila de São Vicente, a primeira vila européia da colônia e início do período colonial.

Em 10 de outubro de 1532, dois moradores da região, João Ramalho e Antônio Rodrigues, ambos casados com as filhas dos caciques indígenas Tibiriçá e Piquerobi, guiaram Martim Afonso de Sousa pela Trilha dos Tupiniquins, aos Campos de Piratininga (atual Planalto Paulista) onde ele concediu a primeira sesmaria da colônia a Pero de Góes. Eventualmente, de Sousa estabeleceu aí um posto militar avanzado, porque deve ter ouvido falar ou pelo menos supeitado da existência de outras trilhas (Peabiru ?) do planalto para o interior do pais. Alguns historiadores alegam que de Sousa, com exceção para João Ramalho e alguns poucos fidalgos portugueses, fechou a trilha, prohibindo o acesso ao planalto, para reservar a exploração posterior do sertão para a coroa portuguesa.

Quando de Sousa veio a saber que Pero Lobo e seus 80 homens foram aniquilados pelos índios Carijó, perto da confluência dos rios Iguaçu e Paraná, ele decidiu de retornar para Lisboa, onde chegou em meados de agosto de 1533. Foi nomeado capitão do mar da Índia, para onde ele partiu a 14 de março de 1534. Em 20 de janeiro de 1535, Martim Afonso de Sousa foi nomeado donatário das capitanias de São Vicente e Rio de Janeiro. Nunca mais voltou para o Brasil – Mata Atlântica / Roteiros Culturais.

Veja também: História do Brasil